7 dicas para manter as carnes longe da temperatura de contaminação

A maioria de nós vai concordar que as refeições acabam tendo proteínas no prato principal.

Por esse grande protagonismo que as carnes no geral tem em nossa mesa, é importante entender como lidar com as carnes, sejam bovinas, de aves ou peixes de maneira adequada.

Todas essas proteínas requerem atenção especial para cada ponto ideal de conservação, para manter as carnes fora da zona de contaminação.

fresh bio range land filet beef
Conservar todas as proteínas de maneira adequada, garante uma ótima experiência para o cliente final.

Por que conservar carne bovina, peixes e aves adequadamente é tão importante?

Por serem alimentos ricos em proteínas, com pH neutro ou levemente ácido e pela umidade característica desses itens, acabam  criando um ambiente extremamente propício para o desenvolvimento de micro-organismos, se não forem conservadas de maneira ideal, que podem se multiplicar rapidamente em temperaturas entre 5ºC a 57ºC. Sendo assim, qualquer uma dessas carnes devem ser mantidas em temperaturas abaixo de 5ºC ou acima de 57ºC.

Você consegue ler este texto em: https://menu.com.vc/blog

Como prevenir a contaminação e conservar as carnes de maneira segura?

  1. Todo o processo, desde o armazenamento até a entrega dos produtos, é extremamente importante, pois cada etapa pode prevenir a contaminação das carnes e garantir uma boa refeição para o cliente final.
  1. Na entrega é muito importante checar a temperatura das carnes, todos os itens devem estar abaixo de 5ºC. As únicas exceções para esse caso são os ovos e mariscos vivos, que podem ser entregues a 7ºC.
  1. Além disso, também é importante checar se existem evidências de descongelamento e recongelamento, assim como aumentos de temperaturas ao longo do percurso da entrega, que podem comprometer as carnes e contaminá-las. Nesse caso, cristais de gelo são comuns nas proteínas.
  1. No armazenamento é importante refrigerar os itens abaixo de 5ºC e congelá-los abaixo de -18ºC.
  1. Na preparação das carnes, separe as proteínas, tanto as tábuas de corte como as facas, para evitar contaminação cruzada.
  1. No cozimento, e antes de servir, verifique se cada pedaço de carne tem o mínimo de cozimento necessário para ir para a mesa dos clientes com qualidade e segurança.
  1. Na hora de servir, também é muito importante se atentar ao tempo e temperatura, pois a zona de perigo de contaminação das carnes é entre 5ºC e 57 ºC, sendo assim o tempo de espera entre a preparação do prato e a mesa do cliente deve ser rápido, para que a refeição se mantenha dentro da temperatura segura e garanta uma ótima experiência para o consumidor final.

 

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s